• Subscribe to our feed
  • Subscribe via mail
Shopping Boulevard

27.02

Mais uma vez teremos um papo de viagem escrito por um amigo convidado do blog. Da última vez tivemos um post assinado pela querida Patricia Uébe Mansur Connor, que relatou sua viagem à cidade de Fredericksburg, no Texas, e a experiência no Enchantes Rock State Park  (veja AQUI).

__________________________________________________________________________________

Desta vez o papo é com o meu amigo Felipe Tilio, cara dos mais viajados que eu conheço. Toda vez que mando uma mensagem pra saber como está ele está voltando de alguma viagem ou se preparando pra ir pra algum lugar. Desse jeito!

Prepare-se que o relato dele é de quem entende da coisa. E sinceramente achei maravilhosa todas as suas abordagens, com as dicas exatas que buscamos quando vamos viajar. E o destino de Felipe foi  Bogotá, na Colômbia.

Vamos viajar com ele…

Catedral Primada na Plaza Bolívar (Foto: Meridith Kohut para The New York Times)

Por Felipe Tilio

Fora do circuito óbvio, Flórida/ NY/ Paris e Milão, Bogotá, capital da Colômbia, com seus 8 milhões de habitantes, é uma cidade repleta de encantos, mas em geral pouco conhecida dos brasileiros.

Talvez a cidade com o clima mais agradável da América do Sul, localizada a 2.600m de altitude na porção norte da cordilheira dos Andes, no braço oriental da mesma, com temperatura oscilando entre 12 e 17 graus e máximas que raramente ultrapassam os 20 graus durante todo o ano.

Na prática, um “ar condicionado à céu aberto” apesar de estar a poucas centenas de kilômetros ao norte da linha do Equador.

Isso sem falar no custo de vida bastante em conta, mesmo considerando a última desvalorização do real.

As principais atrações, todas no centro histórico da cidade: Museu Botero (gratuito), Plaza de Bolívar e Museo Del Oro.

Imprescindível também a subida no plano inclinado (~30 reais), o Cerro de Monserrate, de modo a desfrutar do visual mais bonito da cidade!

Plaza de Bolivar. Texto e fotos: Felipe Tilio

Vista do Cerro de Monserrate, o visual mais bonito da cidade.

Bogotá dispõe de uma ampla estrutura de hotéis, com preços bem convidativos. As grandes cadeias, em sua maioria, presentes na cidade não ganham em nada para os hotéis locais independentes, como por exemplo o Hotel Rosales Plaza, localizado na badalada Zona G, bairro encantador repleto de bons cafés e restaurantes.

Aí se encontra o refinado restaurante El Cielo, do criativo chef JuanMa, e o recém inaugurado hotel Four Seasons Castanyolas, que também possui um café-restaurante bem interessante.

Outro bairro no mesmo padrão é a Zona T, com seu sofisticado comércio (Burberry, Zara, Cartier, Coach, entre outras) e amplas ruas arborizadas. Nele se encontra o restaurante Club Colômbia, especializado em comida típica colombiana. Não deixe de provar as “carimanholas’, bem como as empanadas locais.

A Colombia em geral é muito rica gastronomicamente. E por ser a capital do país, Bogotá concentra a culinária de todas regiões, o que explica a grande diversidade gastronômica da cidade.

Também próximo, outro restaurante que vale a visita é o Bistrô El Bandido, que apesar das 3 filiais, o original é de longe o mais charmoso. Fica um pouco escondido em uma transversal da Carrera 7, numa pequena rua repleta de antiquários (Calle 79b).

Se não consegue ficar sem uma massa, o La Fabbrica – no Parque la 93 – é a pedida.

Depois dessa viagem, fica difícil retornar para o nosso verão abrasador.

Para os amantes das frutas, Bogotá e o país em geral, é um paraíso. Diversas frutas tropicais são vendidas em todos os cantos da cidade. Artesanato com bom preço na feira de Usaquén.

As paletas de Bogotá são um espetáculo à parte. E claro que meu amigo não esqueceu de registrar quando se deparou com uma gelateria artesanal com meu nome.

Dicas:

– Cambio: Troque reais no aeroporto Eldorado, mas utilize o câmbio fora do desembarque, no hall externo, depois que passar pela alfândega. Aí pode-se conseguir o câmbio a mais ou menos 650 pesos por real.

– Comida: Só como referência, um almoço pra dois, regado a um bom vinho Pinot-noir e com o melhor creme brulèe do mundo de sobremesa, fica por 200.000 pesos, no El Bandido (algo em torno de R$ 300).

– Compras: Tem também um outlet para quem não consegue voltar sem um tênis novo. Fica no caminho do aeroporto: o Aules de América.

– Artesanato com bons preços: feira de Usaquén ou tendas próximas ao Museu do Ouro.

– Fora de Bogotá: catedral de sal de Zipaquira (meio dia para a visita) onde avista-se uma das casas de Pablo Escobar no caminho.

_________________________________________________________________

Amei as dicas e as experiências de Felipe (Obrigada, amigo!!). E como ele já viajou bastante neste início do ano e certamente tem outras mais previstas, esperamos contar com mais de suas dicas!!

comente!

28.01

Oi gente! Tô aqui cheia de posts com dias de viagens para compartilhar com vocês e quero voltar a falar mais de papo de viagem, tema que eu tanto gosto. Então, como estou com vários posts na agulha, vamos começar a soltar logo.

Hoje vou falar sobre o hotel onde eu e marido hospedados em Paris, o Hotel Royal Saint-Germain, com localização excelente na Rue de Rennes, entre Saint Germain e Montparnasse.

A sugestão do hotel partiu do Junior, da Ville Turismo, agência que organizou nossa viagem e conhece bem o nosso estilo, dando essa ótima recomendação. Aliás, nesta viagem ele acertou tanto no hotel de Paris, quanto no de Madri (que vou falar num outro post). Daí a importância de contar com dicas de uma agência que conhece realmente os lugares que reserva para seus clientes, isso faz diferença, viu.

Quando fomos conversar sobre a viagem levei três opções de hotel (coisa de gente que organiza os mínimos detalhes, perceberam, né), e todos os três eram próximos da Torre Eiffel. Mas o Junior, que conhece o nosso estilo de viagem e tem liberdade para opinar, foi logo falando:  “Michelle, vocês gostam de bater perna, sair à noite, fazer compras, chegar tarde ao hotel, andar de metrô… Não indico os arredores da Torre porque por lá o comércio fecha às 18h, vocês podem ficar entediados e sentir-se inseguros. Sugiro Saint-Germain, que é mais movimentado, com várias opções de restaurantes e comércio, e isso irá lhes proporcionar mais segurança e tranquilidade porque a rua deste hotel está sempre movimentada”.

Nem pestanejei. Segui a dica, até porque é o hotel onde ele se hospeda em Paris e reserva para vários clientes (o site do hotel é este). Dito e feito! Foi a melhor coisa que fizemos.

Realmente a localização do hotel é sua grande vantagem! Aqui neste post escrevo um diário da nossa chegada em Paris e no vlog tem imagens que fiz dentro do hotel também, mostrando todos os detalhes.

O Royal Saint-Germain é um hotel de bom padrão, pequeno, com quartos simples, mas extremamente limpo, agradável e com excelente localização, cercado por duas linhas de metrô (Montparnasse-Bienvenue e Saint Placide), uma em cada esquina. E isso é extrema importância em Paris porque a cidade anda de metrô e o serviço por lá é muito bom. Não se esqueça deste detalhe ao escolher um hotel em Paris. Fica a dica! E veja as dicas para andar de metrô em Paris e um aplicativo indispensável (tá aqui neste vlog)

Os quartos são decoradinhos, bem organizados e bem agradáveis, apesar de pequenos, mas como nós só chegávamos à noite para dormir, o tamanho dele não interferiu em nada. Sem contar que a vista era uma graça, vocês irão ver!! E na boa gente, Paris é Paris, e o simples lá se torna luxo porque tudo é uma graça, tudo é encantador. Vai por mim…

Recepcionistas e equipe do hotel bem educados e solícitos. Com certeza voltaria a me hospedar no hotel, e o fato de ser muito bem localizado, com ótimas opções de lojas e restaurantes (além dos metrôs) nas proximidades é tudo que se pode desejar. Fica a 100 metros da Torre Montparnasse e bem próximo do Jardim de Luxemburgo também.

Vamos para as fotos…

Adorei a decoração, com papel de parede na mesma estampa da cortina. Achei elegante, bem ao estilo parisiense. Cama muito confortável.

Nossa vista apaixonante para a Rue de Rennes!!

Os típicos prédios parisienses e as lojas. No canto à direita, no encontro das esquinas, a Zara e a Fnac.

Uma mesinha de apoio e o banco para a mala, itens imprescindíveis num quarto de hotel.

Amenities no banheiro, de boa qualidade e trocados diariamente.

Banheiro pequeno e simples, mas com os essenciais, inclusive secador de cabelo, um bom espelho e ótima iluminação para fazer a make e os rapazes a barba.

Recepção do hotel (Foto do site oficial)

Vista do quarto à esquerda, com a Torre Montparnasse no canto, a 100m do hotel. A Torre Montparnasse é um prédio de 56 andares de onde se tem a vista panorâmica mais bonita de Paris, incluindo cartões postais como a Torre Eiffel e os Inválidos.

Atrás da Torre Montparnasse fica a Paris Gare Montparnasse, uma das mais importantes estações ferroviárias de Paris, ponto de partida dos trens para Bordeaux e Marseille e onde são vendidos bilhetes e passes de trem na Europa. Foi lá que compramos as passagens para Bruxelas, na Bélgica. Assista ao vlog da viagem de trem AQUI.

Loja da Zara num lindo prédio antigo, na nossa esquina.

Vista da Rue de Rennes à noite, movimentada, iluminada, tranquila para chegar e sair para passeios noturnos.

Quem tiver outra dica de hotel e mais sugestões de passeios em Paris, compartilhe conosco. Vamos amar!!!

Tem mais posts aqui no blog e vídeos lá no canal do YouTube sobre a viagem a Paris.

Diário de viagem: chegando em Paris (clique AQUI)

Souvenirs de Paris: quais e onde comprar (clique AQUI)

Look em Paris: de saia no inverno europeu (clique AQUI)

Paris: Museu do Louvre e Ponte dos Cadeados (dicas e vlog destes passeios, clique AQUI)

Quem aí quiser receber meu roteiro de viagem para ter uma ideia dos passeios, distâncias, linhas de metrôs, enfim… só deixar um comentário com seu email aqui embaixo que eu envio por email.

Vlog Paris: Torre Eiffel, Arco do Triunfo e Champs Elysees (clique AQUI)

Golpistas em Paris (AVISO IMPORTANTE clique AQUI)

Comente 2

11.04

O kit de viagem da Ville Turismo

Quando eu recebi o kit de viagem da agência Ville Turismo, com quem fechamos a nossa última viagem, eu disse: “Uau! Que ótima ideia.”

Nada das tradicionais mochilas de agência que a gente acaba não usando (só usamos, na verdade, em excursões e parques, justamente para sermos achados com facilidade). Exceto em excursões, usar mochila de agência de turismo é como andar com um out door nas costas: pode me assaltar que eu sou turista. Já passei por isso, então sei o que tô falando.

O kit da Ville Turismo é super. Tudo nele é super útil e necessário numa viagem, não tem como não amar.

Ah, e este post não é jabá. Vocês sabem como eu sou, se eu curto, eu compartilho.

Sem falar que amo empresas que reconhecem o valor deste tipo de investimento.  Mimar cliente é tudo! Marketing positivo certeiro! #ficadica

Kit: porta dinheiro, necessaires grandes, porta passaporte, etiquetas para mala e porta documentos transparente.

O Junior e o Claudio, irmãos que tocam a Villa Turismo, são viajantes de primeira e, até por experiência própria, reuniram realmente aquilo que a gente precisa numa viagem.

Esta nécessaire transparente é algo tipo indispensável. Pra mim, então, que gosto de tudo organizadinho foi a salvação.

Pensa que você tem que ter em mãos tickets dos vôos, voucher dos hotéis, passaporte, roteiro, cartão do seguro, entre outros tantos papéis… Agora imagina isso tudo jogado na sua maxi bolsa, já cheia com carteira, creminhos, escova, necessaire de maquiagem, livro, fone de ouvido, telefone, barra de cereais… e você tendo que encontrar às pressas o seu ticket do vôo.

Aff!!! Você vai agradecer a Deus e à Ville por terem te presenteado com esta bolsinha transparente kkkk

Sempre bem vinda uma proteção a mais para nosso documento de viagem!!

Porta dinheiro, companheirão não só das viagens como também de eventos com grande público. Minhas sobrinhas adoram pegar emprestado para usar no Carnaval.

Tags de malas são imprescindíveis. Isto ajuda na localização, no caso de extravio. É preciso lembrar que nem todo mundo é mal intencionado, caso tenha extraviado a mala por engano, a empresa ou quem encontrar pode te localizar.

Então, gente, tudo muito legal, né?!

Fica então a dica para as empresas de turismo e também para todos vocês, viajantes. Todos esses itens (e outros mais) são mega necessários para uma viagem tranquila.

Obrigada Ville, a viagem foi top. E muitas outras virão, tenho certeza!

Depois vou contar pra vocês sobre os hotéis onde fiquei hospedada em Paris e em Madri. Beijos 🙂

 

comente! 1

10.04

Tenho falado muito em viagem, né turma. Bora lá!

Precisa tirar o passaporte para fazer aquela viagem especial? Então vou te explicar como proceder e ainda compartilhar umas diquinhas.

O novo documento comum padrão ICAO, cor azul, foi implantado em todo território nacional em 2010. É bem mais bonito do que o anterior verde, diga-se de passagem.

Mas quem ainda tiver o passaporte comum antigo, cor verde, ainda pode utilizá-lo regularmente até a data de vencimento constante na caderneta. No entanto, não é preciso esperar até o vencimento do atual para solicitar outro.

O triste de renovar passaporte é deixar os carimbinhos anteriores todos para trás. Viajantes de plantão vão me compreender!! rs Agora, bora tratar de carimbar o passaporte novo.

Pra começar, vamos  às informações… O interessado na obtenção de Passaporte Comum deve ser brasileiro, e é preciso preencher o formulário eletrônico de solicitação e agendamento no site da Polícia Federal (aqui). Neste formulário você vai informar todos seus dados, documentos, enfim…

Assim  que você finaliza o preenchimento do formulário no site,  você deve imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU) –  taxa da emissão do documento (eu paguei um R$ 156,07 – em fev de 2014) – e depois de pagar o GRU você volta ao site para fazer o agendamento

Ao apresentar-se no posto de atendimento escolhido, na data e horário agendados, leve os documentos abaixo. Documentos originais, hein gente. Nada de cópia.

Quero deixar uma dica sobre o agendamento, mas vamos aos documentos primeiro. 

– Documento de identidade

– Carteira nacional de habilitação expedida pelo DETRAN

– Carteira de trabalho e previdência social – CTPS.

– Título de Eleitor e comprovantes de que votou na última eleição. Se não tiver o comprovante, imprima o comprovante de Quitação Eleitoral aqui

– Comprovante bancário de pagamento da Guia de Recolhimento da União – GRU.

– CPF

– Certidão de casamento (caso esteja tirando um nome passaporte e quiser alterar o nome por motivos de casamento)

Agora uma dica na hora do agendamento…

Se tiver com pressa e com dificuldades de conseguir uma data mais próxima, pergunte direto no posto da PF do seu município quando que eles abrem novas datas e se programe para agir com foco neste dia.

Eu fiz isso aqui em Campos e descobri que toda sexta-feira abre, só que toda sexta quando eu entrava já tinha esgotado todas as datas, aí descobri um macete, afinal de contas eu tinha muita pressa.

Aqui em Campos as vagas abrem às 10h e esgotam logo em seguida, então é bom você acessar o site um pouco antes das 10h e ficar dando F5 (atualizar página) até abrirem novas vagas, aí você corre e cadastra a sua.

Realmente esgota rapidinho. Pra vocês terem uma ideia, ficamos eu e meu marido, cada um em um computador, para conseguirmos agendar dois horários, um pra mim e um pra ele, e mesmo assim não conseguimos ser atendidos na sequencia. Ele conseguiu pra de manhã e eu fiquei pra tarde. Mas demos graças a Deus. Ufaaa!!

De toda forma, para não ter que passar por este sufoco, quando começar a pensar numa viagem, se adiante e tire o passaporte e visto, se necessário, antes de qualquer coisa.

Com o meu em mãos antes de embarcar. O porta passaportes foi mimo da Ville Turismo (post aqui). Achei bacana!!

Meu passaporte ficou pronto em 10 dias. Ah, e não precisa levar foto. Agora eles tiram foto no local (e geralmente ficam horrendas kkk)

Se quiser ficar melhorzinha na fita, faça uma make leve, com um pele perfeita, blush, máscara de cílios. Eu ainda fiz uma make com sombra marrom para dar uma profundidade no olho, e os cantos internos iluminados. Vou fazer o post sobre minha make para passaporte e identidade.

Se tiverem ainda alguma dúvida, deixem aqui que eu ajudarei se souber.

Beijos e bon voyage!

Comente 2