• Subscribe to our feed
  • Subscribe via mail
Shopping Boulevard

17.01

Durante a organização do home officecujos vídeos estou postando no canal do Blog no YouTube – defini uma caixa para as fotos e álbuns que ocupavam muito espaço nas gavetas e prateleiras do quarto onde eu tinha montado o escritório (um quartinho da bagunça, na verdade…), e decidi subir tudo para a parte de cima do closet.

Guardei a caixa junto com uma outra que continha as lembranças dos meus pais e, claro, a gente aproveita para relembrar o que tem lá dentro.

É nessa hora que as lágrimas rolam… 

Cartinhas para a minha mãe, escritas lá por volta de 1985/ 86.

Algumas dessas cartinhas escrevi enquanto ela estava no hospital, numa das internações que sofreu. Outras escrevia ao lado dela mesmo, enquanto jogava buraco com meu tio (lembro bem desses momentos) e eu ficava só olhando, enfim, não precisava motivo para eu fazer meus bilhetinhos. Sempre gostei de escrever…

Eu amava fazer questionários para ela responder (acho que eu já era jornalista aí) e sempre mandava bilhetinhos perguntando “mamãe, você me ama?”. Bichinha carente eu era kkk E pra minha felicidade ela era uma das mulheres mais carinhosas que já conheci.

Eu e meus irmãos achamos todas as cartinhas depois que ela morreu (eu tinha 9 anos) e são as maiores relíquias que guardo da nossa história, já que lembranças não são muitas, pela pouca idade que eu tinha quando ela se foi.

Mas o recado importante que eu quero deixar hoje é esse aqui ó:

Alô, papais! Guardem todos os bilhetinhos aí, hein! E quando os filhotes já souberem ler, escrevam bastante para eles também e os ensine a guardar tudinho, bem organizadinho, claro!

Eu tenho alguns bilhetinhos dela pra mim até hoje. Mostrarei em outra ocasião.

Fiquem com Deus, e até logo, morecos 😉

comente! 1

29.11

A toalha molhada ficou sobre a cama, o casaco pendurado na maçaneta da porta, o tênis jogado num canto do quarto, a xícara suja de café em cima da pia… Fico pensando como essas esposas, maridos, filhos e mães vão voltar pra casa e encontrar as últimas marcas deixadas por aquele (a) que não voltará mais.

Sabe lá quantas palavras não foram ditas, quantos beijos se perderam com a correria do dia a dia, quantas conversas não tiveram porque o vício no celular adiava tudo, quantos encontros em família desmarcados… Será que teve um beijo de despedida, se foi dito “eu te amo”, se os erros foram perdoados ou se a família fez a última refeição juntos à mesa antes dele sair pra embarcar? Coisas aparentemente simples, mas que se tornam tão importantes quando sabemos que não haverá uma nova oportunidade. Mas nunca dá pra saber mesmo…

Oremos a Deus por estas 71 famílias que hj choram os amores perdidos, entre eles um time inteiro do Chapecoense, na maior tragédia do futebol mundial e tb a maior tragédia do jornalismo, com 21 jornalistas a bordo.

E fica a reflexão: o dia mais importante se chama HOJE. Por isso se chama PRESENTE. Um presente de Deus. Não podemos mudar o passado nem adianta se preocupar com o futuro.

Viva o presente, de coração aberto. E ame profundamente!

#ForçaChape

comente!

04.03

O caminho da vida

O caminho que Deus tem guardado pra nós é apertado, a porta é estreita, não é fácil, eu sei… mas ele nos leva além…

Diferente dos atalhos que o mundo nos oferece, largo e confortável.

Ouça Deus falar ao seu coração e tome a direção.

Estreito é o caminho da vida (Mt 7:13-14)

Imagem: @blogperfumeparaDeus

comente!

03.01

Descanse na graça…

Em vez de pedir que mudemos, Ele cria a mudança.

Ele nos aceita como somos.

Esta é a maravilhosa graça do Pai, a maior expressão do amor de Deus, oferecido a todos nós, indistintamente, em todo lugar, em todo momento… #‎otempotodoDeusébom‬

Então… Descanse na graça!

Ilustração @blogperfumeparaDeus

Me fez lembrar o louvor “Me Ama”, do Diante do Trono (Ana Paula Valadão).

“Somos sua herança e Ele é o nosso galardão. Seu olhar de graça nos atrai à redenção. Se a graça é um oceano estamos afogando (…)”

Ouça e assista aqui É maravilhoso!!

Boa semana, queridos!!

comente!